Menu Principal

BLOG

Bagé recebe a visita da Conselheira Geral durante as festas de Páscoa

Prosseguindo a Visita Canônica à Inspetoria Nossa Senhora Aparecida (BAP), a Conselheira Geral Irmã Paola Battagliola chegou em Bagé (RS), vinda de Uruguaiana, no dia 30 de março para visitar a Comunidade inserida Beata Laura Vicuña.

Na ocasião, além de encontrar-se com a comunidade religiosa formada por três Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) que atuam na evangelização nas periferias da cidade, Irmã Paola teve a oportunidade de encontrar-se com o povo que frequenta a Paróquia São Pedro e também visitou a Comunidade “Mãe de Deus”, situada no bairro Malafaia. Lá, encontrou-se e conversou com as crianças e os adolescentes que frequentam o Oratório Festivo e a Catequese e que, ao final, com coração agradecido entregaram-lhe cestos com flores.

Na festa da Páscoa, no domingo 31 de março, o almoço na casa da comunidade FMA reuniu, em clima pascal, também o Bispo da Diocese de Bagé, Dom Frei Cleonir Paulo Dalbosco, os Padres Edegar Barroso e Fábio Augusto Santos da Silva, respectivamente pároco e vigário da Paróquia São Pedro, o P. Lucas Antônio Mazzochini, Capelão Militar da Capelania Nossa Senhora de Fátima, de Bagé, e Irmã Neusa de Fátima Mariano, Superiora Geral das Missionárias Scalabrinianas que também está em visita canônica às suas coirmãs da Comunidade Betânia, de Bagé.

Irmã Silvania Cássia Pereira, atualmente animadora da Comunidade inserida Beata Laura Vicunã, compartilha as alegrias pascais da visita da Conselheira Geral: «A estada de Irmã Paola aqui em Bagé foi vivida junto com a trajetória da festa litúrgica da Páscoa. Ela chegou no Sábado Santo e conosco passou a Páscoa. Duas alegrias! Será que podemos somar as alegrias? Por que não? Passamos novamente em oração a entrega de Cristo que nos recorda que o amor é maior que tudo. Sentimos a esperança da ressurreição em nossa vida religiosa salesiana, fortalecida e cuidada pela presença de Irmã Paola que caminhou em nosso chão, compreendeu as nossas chagas e as chagas do povo pobre, humilde. Sua atitude dócil, generosa, discreta fez-nos recordar a Mornese, em Bagé. Na suavidade desses pequenos e profundos instantes conosco, com a paróquia e com nossa diocese, posso repetir uma estrofe da poesia de Mario Quintana:

“Tão bom viver dia a dia…
A vida assim, jamais cansa…
Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu.
Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!”

A Conselheira Geral deixou Bagé no dia 1º de abril, aniversário da canonização de São João Bosco, e seguiu viagem para Rio Pardo (RS), onde fará a visita à comunidade do Instituto Medianeira Casa da Criança.

Foto: www.scalabrinianas.org

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Posts Relacionados

Ecos da Assembleia BAP

«Querida Irmã Alaíde, Obrigada por nos proporcionar momentos tão ricos de crescimento e de Salesianidade. Obrigada a todas as Irmãs e leigos empenhados e empenhadas em

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência.