21 jun, 2013

Professores sem fronteiras”: projeto da RSE leva esportes e solidariedade ao Haiti.


Professores sem fronteiras”: projeto da RSE leva esportes e solidariedade ao Haiti

Professores sem fronteiras”: projeto da RSE leva esportes e solidariedade ao Haiti

Durante o mês de julho, quatro professores de Educação Física da Rede Salesiana de Escolas realizam uma ação missionária e educacional junto a crianças e adolescentes carentes no Haiti

 Quatro professores de Educação Física da Rede Salesiana de Escolas (RSE) se preparam para uma importante missão: em 1º de julho, eles embarcam para o Haiti, um dos países mais pobres da América e que ainda sofre as consequências do violento terremoto que afetou a região em 2010. Os educadores participam do projeto “Professores Sem Fronteiras”, uma iniciativa da RSE para compartilhar as práticas esportivas e educacionais do Brasil com os alunos das escolas e obras sociais salesianas daquele país.

O objetivo é contribuir, por meio do esporte e com a alegria que é característica da ação salesiana, no atendimento a crianças e adolescentes haitianos com idades entre 5 a 18 anos. “Este projeto, mais que uma ação social solidária, é uma doação de vida. Há um entusiasmo, um desejo de bem, uma força motivadora que contagia não só os professores diretamente envolvidos, mas a todos os que estão acompanhando e de alguma forma ajudando na sua realização”, afirma a coordenadora do projeto, irmã Adair Sberga, Filha de Maria Auxiliadora (Irmãs Salesianas) e diretora do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora de Ribeirão Preto-SP.

Organização do projeto

Ao longo do mês de julho, os alunos das escolas e obras sociais salesianas do Haiti participarão de atividades lúdicas como: gincanas, jogos pré-desportivos e oficinas. “Pretendemos trabalhar a iniciação esportiva de maneira global, com atividades que envolvam o lúdico, o afetivo, o cognitivo e o espiritual”, explica irmã Adair. O futebol e o voleibol, esportes que são referência no Brasil, também serão ensinados para as crianças e os adolescentes.

O cronograma e a escolha das modalidades esportivas foram elaborados com a colaboração dos próprios professores de Educação Física envolvidos no projeto e da irmã Valéria Timóteo, Filha de Maria Auxiliadora brasileira que está no Haiti há mais de dois anos.


 

Garantindo a qualidade das atividades que serão desenvolvidas, os professores e alunos contarão com o suporte de diversos artigos, como coletes, uniformes e bolas de tênis, futebol, futsal e vôlei, dentre outros. A compra de todo o material necessário foi possível graças à colaboração de várias escolas da RSE de São Paulo, que realizaram gincanas e campanhas de arrecadação de fundos, em um empenho coletivo para viabilizar o projeto.

Palavra dos professores

Para os professores que decidiram participar dessa missão, o projeto tem um significado muito mais amplo que ensinar práticas esportivas. Corjesus Costa, do Instituto Madre Mazzarello de São Paulo, viu no “Professores Sem Fronteiras” a oportunidade de reviver o sentido da doação ao próximo que vivenciou nas Semanas Missionárias, quando era aluno do Colégio Santa Inês, também na capital paulista. A mesma motivação tem o educador Rogério Batista, professor do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora de São Paulo: ele acredita que a participação no projeto pode proporcionar uma forma mais humana de educar e compreender as necessidades do próximo e de transformar a realidade vivida pelos jovens.

Para Guilherme Brondi, que há 18 anos trabalha no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora de Ribeirão Preto, participar desse projeto é uma forma de doar seus conhecimentos para o próximo e de conhecer a cultura de um país diferente. Mas a proposta motivou também educadores recém-chegados aos pátios salesianos, como Renato de Castro, que trabalha há quatro meses no Colégio Liceu Nossa Senhora Auxiliadora, em Campinas. Ele é o quarto integrante da equipe incumbida de promover um trabalho social, através da prática esportiva, que fique como legado na alma de cada jovem haitiano participante do projeto.

 

A Rede Salesiana de Escolas

A educação salesiana está presente no Brasil há 130 anos e se caracteriza por uma pedagogia baseada no amor, na ciência e na espiritualidade. Em 2001, começou a se concretizar a proposta de uma rede de ensino que pudesse unir as dezenas de escolas que compartilhavam dessa concepção pedagógica-pastoral em torno de um projeto conjunto e inovador.

Hoje, a Rede Salesiana de Escolas (RSE) é a maior rede católica de ensino das Américas: congrega cerca de 5 mil educadores e 85 mil alunos, da Educação Infantil ao Ensino Médio, em mais de cem instituições de ensino em todo o Brasil.

A RSE possui material didático próprio, elaborado de acordo com seus princípios educacionais. Mais do que um sistema de ensino, entretanto, o que se destaca na RSE é um projeto pedagógico-pastoral que funciona realmente em Rede e que envolve todas as escolas com o objetivo de formar cidadãos capazes de compreender criticamente a sociedade em que vivem e de agir sobre ela.

Mais informações:

Ana Cosenza

e-mail: [email protected]

Tel.: (11) 98709-5357

Skype: anacosenza1

 

Camila Santos

e-mail: [email protected]

 


Deixe uma resposta