Menu Principal

BLOG

Madre Yvonne Reungoat recebe a homenagem de Oficial da Legião de Honra

Em 30 de novembro de 2021, em Roma, na Villa Bonaparte, sede da Embaixada da França junto à Santa Sé, foi realizada a cerimônia especial de entrega da Medalha de Oficial da Legião de Honra da República Francesa à Irmã Yvonne Reungoat, Madre Geral Emérito do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, fundado em 5 de agosto de 1872 por San Giovanni Bosco e Santa Maria Domingas Mazzarello na Itália e presente na França desde 1877.

Até o momento, o Instituto conta com 11.535 FMA em 97 Nações nos 5 Continentes. As Filhas de Maria Auxiliadora, consagradas a Deus para servir a Jesus Cristo em comunidade, juntamente com os leigos e os jovens, dedicam a sua vida à educação humana, cristã e salesiana dos meninos e meninas. Dom Bosco escolheu Maria Auxiliadora como sua protetora para eles, que soube encarnar e viver a pedagogia do cuidar, que torna concreta  no seio da contemporaneidade sua paixão educativa pelos jovens pelas mulheres geradoras de vida.

Estiveram presentes na cerimônia a Madre Geral do Instituto FMA, Madre Chiara Cazzuola e algumas Conselheiras Gerais, o irmão e a cunhada de Ir. Yvonne Reungoat, Vigária dos Salesianos de Dom Bosco Dom Stefano Martoglio, Coordenador Mundial dos Salesianos Cooperadores, o Vice-presidente dos Ex-Alunos das FMA, prof. Andrea Riccardi Fundadora da Comunidade de Sant’Egidio , Irmã Nathalie Becquart, Subsecretária do Sínodo dos Bispos, representantes da Congregação para os Institutos de Vida Religiosa e Sociedades de Vida Apostólica, da União Internacional das Superioras Gerais (UISG) e da as Superiores Maiores da União da Itália (USMI), a Diretora da comunidade da Casa Geral, Ir. Carla Castellino e algumas irmãs da mesma comunidade, a Provincial da ProvínciaSão João Bosco (IRO), o Vice-Reitor da Pontifícia Faculdade de Ciências da Educação “Auxilium”, o Vigário da Vice-Província de Maria Mãe da Igreja (RMC) e as duas noviças francesas.

prêmio foi entregue por Sua Excelência a Embaixadora da França junto à Santa Sé Sra. Elisabeth Beton Delègue, que expressou sua alegria e satisfação em expressar a gratidão e homenagem da nação francesa a Madre Yvonne Reungoat, por seu empenho e pela missão que você realizar ao serviço da educação dos jovens mais pobres de muitos países, com todas as Irmãs do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, Salesianas de Dom Bosco . Disse estar particularmente feliz porque teve a oportunidade de conhecer as Filhas de Maria Auxiliadora e sua missão durante sua longa carreira diplomática, em particular no Haiti e Madagascar.

Madre Yvonne Reungoat, assim se dirigiu ao público: « R conquistou a si mesmo como embaixador por esta grande e delicada atenção que revela sua sensibilidade pela promoção, valorização das mulheres e das mulheres consagradas, reconhecendo seu lugar específico na sociedade. Desejo dedicar esta condecoração a todas as mulheres consagradas do mundo que, entregando a sua vida a Deus, a colocam ao serviço dos mais pobres, dos mais desfavorecidos, dos rejeitados. Muitas vezes estão presentes nos cantos mais isolados da terra, onde a pobreza em todas as suas formas é extrema, onde a violência assola e mata, todos os dias, muitas mulheres e crianças inocentes, onde ousar manifestar a fé é um risco de vida. Eles optam por permanecer entre seus povos, compartilhando seu sofrimento, sendo uma presença simples que se torna proximidade, tentando acender uma pequena luz que sustenta a esperança quando a escuridão parece invadir o horizonte. O amor, expresso em gestos quotidianos de proximidade, escuta, partilha, é fonte de vida nova ”.
Texto Completo do Discurso ITA 
Texto Completo do Discurso FRA

Irmã Yvonne Reungoat, ex- Cavaleira da Legião de Honra desde 5 de julho de 2012, foi promovida a Oficial da Legião de Honra em 1 de janeiro de 2021. O decreto de nomeação reporta a seguinte motivação: “ Há mais de um ano, todo o A população francesa, e de muitos países do mundo, enfrentou a grave crise sanitária da Covid-19, com grandes consequências a nível humanitário, educacional e social. Muitos cidadãos empenharam-se profissional e voluntariamente na luta contra o vírus, a todos os níveis e em todos os sectores de actividade »(Cf. Diário da República Francesa ).

Madre Yvonne sempre acompanhou as FMA e Comunidades Educativas, instando-as a “realizar pequenos e cotidianos gestos de caridade fraterna, solidariedade com os mais pobres, esquecidos, excluídos, fortalecer a comunhão, confiar em Deus Pai Mestre e Senhor da vida e ser focos de esperança e luz onde a missão salesiana nos chamar (Mensagem 11 de março de 2020).

O Prêmio Legião de Honra é o maior concedido desde a Revolução Francesa. Atualmente premia, em diferentes graus, os méritos eminentes adquiridos no serviço à Nação. É uma ordem de cavaleiros estabelecida em 19 de maio de 1802 por Napoleão Bonaparte.

O Instituto FMA acolheu com gratidão a nomeação conferida a Madre Yvonne pela República Francesa, que terá repercussões positivas não só na França, mas em todo o mundo salesiano empenhado em transmitir aos jovens os valores do Evangelho, para construir, através da educação, um futuro cada vez mais humano, solidário e justo, porque cheio de esperança.

Irmã Yvonne Reungoat nasceu em 14 de janeiro de 1945 em Plouénan, França. Começou a sua formação para a vida religiosa salesiana em Paris, onde foi admitida ao postulado em 1963. Depois do noviciado de Lieusaint (França) e de Casanova di Carmagnola (Torino), fez a profissão religiosa como fma em 5 de agosto de 1965. Graduou-se em Literatura-História -Geografia na Universidade de Lyon na França, leciona até 1980, depois é Animadora de Comunidade em Lyon, Paris (1977-1983), Vigária Provincial (1978 – 1983) e Provincial em Paris (1983-1989) . Nesse período acompanhou também o desenvolvimento da presença das FMA no Gabão, em Port Gentil, casa inaugurada em 1971, e posteriormente ladeada por outras comunidades: Oyem e Libreville. Desde então, Irmã Yvonne sentiu-se desafiada pelo envio missionário de Jesus: ”Vá pelo mundo inteiro para anunciar o Evangelho ”. Sua vocação missionária amadureceu com o tempo e encontrou confirmação no pedido de Madre Marinella Castagno, então Madre Geral, de ir a Lomé, no Togo, como Delegada das Inspetorias da Espanha e da França para coordenar as primeiras comunidades do Projeto África . Madre Yvonne difunde a alegria de ser FMA e de dar a vida pelo anúncio do Evangelho, especialmente aos pequenos, aos pobres e às mulheres.

Em 1991 foi nomeada Superiora da nova Vice-Província da África Ocidental Mãe de Deuscom sede em Lomé (Togo), que na época incluía cinco países: Togo, Costa do Marfim, Mali, Gabão, Guiné Equatorial. Posteriormente, serão abertas as comunidades de Benin e Camerum. Em 5 de agosto de 1992 foi nomeada Provincial da nova Província Mãe de Deus. Durante o serviço de animação, privilegia uma relação cordial e formativa com as Irmãs, o acompanhamento das jovens em formação e a abertura de comunidades nas quais as acolhe e prepará-los para a missão, a formação de animadores e conselhos locais, a promoção criativa de obras para a educação das crianças, dos jovens mais pobres e das mulheres, a colaboração com os vários grupos da Família Salesiana. Em 1996 foi eleita Conselheira Geral Visitadora e em 2002 Vigária Geral. Em 2008, a Madre Geral e em 2014 foi eleita para o segundo sexênio.

Madre Yvonne é a 9ª Superiora Geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora. Desde 2018 é Presidente da União dos Superiores Maiores da Itália (USMI) e desde 2019 membro da Congregação para a Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica.

Fonte: Portal das FMA

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Posts Relacionados

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência.