Menu Principal

BLOG

Dia Mundial de Ação de Graças 2022

A Vigária Geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, Irmã María del Rosario García Ribas , chegou com uma carta às Inspetoras e Superioras da Visitadoria e a todas as FMA e Comunidades Educativas do Instituto FMA presentes na cinco Continentes, para partilhar o tema da Festa do Reconhecimento 2022 , e as indicações para a preparação e implementação. A Carta expressa o significado do evento:

 Como parte da celebração dos 150 anos de fundação do Instituto, queremos agradecer ao Senhor da Vida o generoso “sim” de nossa Mãe, Irmã Chiara Cazzuola, que vive com tanta fé o serviço da animação e disponibilidade e governo. Em um contexto mundial complexo, marcado por muitos desafios, sanitários, políticos e sociais, participamos da dor e da esperança de grande parte da humanidade que busca a paz e quer continuar gerando vida”.

A Festa do Reconhecimento Mundial será nos dias 24, 25 e 26 de abril de 2022 em Turim, Mornese, Nice, terra de origem do Instituto FMA, na Inspetoria piemontesa Maria Auxiliadora (IPI).

O tema:

é tirada do sonho de Dom Bosco, que disse ter se encontrado em Turim, na Piazza Vittorio, onde viu um grande número de meninas pedindo-lhe ajuda. Ele não quis ouvi-los, mas viu uma «Senhora resplandecente no rosto que lhe disse: ‘Cuida deles, são minhas filhas!’» ( Cronistoria I, 24-25).

A presença de Maria , inspiradora do Instituto FMA, Mãe e Mestra, Auxiliadora que acompanha as FMA na vida e na história, é o fio condutor do caminho de preparação e realização da festa.

Turim, Mornese e Nice são os lugares que trazem de volta uma história, que viu a intervenção de Maria desde o início e depois ao longo do tempo.

Em preparação para a Festa da Graça, a Inspetoria IPI propõe um itinerário de três semanas , que destaca a significativa coincidência da festa com os 150 anos de fundação do Instituto FMA (1872-2022). O itinerário é marcado por três palavras-chave , uma para cada lugar carismático das origens e por três frases carismáticas que, lembrando a presença de Maria, ajudam a percorrer o caminho: Chamado , Identidade e Acompanhamento .

Uma dica bíblica, associada a cada semana, convida a conhecer a extraordinária humanidade de três mulheres do Antigo Testamento – Ester, Rute e Débora – para contemplar os traços resumidos e plenamente encarnados por Maria. Maria é ativa na história de Israel e de toda a humanidade e intervém todos os dias na história de cada um, com uma presença que evoca beleza, força e delicadeza.

O logotipo da festa lembra as origens da história do Instituto FMA e alguns aspectos da espiritualidade salesiana. Maria Auxiliadora acompanha e guarda o carisma salesiano. Seu manto se desdobra ao longo da história e atravessa os lugares que viram nascer e realizar o sonho de Dom Bosco e Madre Mazzarello. As férteis colinas de Monferrato vislumbram-se no horizonte , sinal da concretude e do vínculo dos Fundadores com a sua terra.

vitrine lembra Mornese e emoldura os ícones que acompanham a festa: o tricórnio que lembra Dom Bosco; as Constituições , recebidas por Madre Mazzarello junto com as primeiras Filhas de Maria Auxiliadora em 5 de agosto de 1872 no Colégio de Mornese; o broto indica o nascente Instituto que Dom Bosco quis transferir para Nizza Monferrato, sob o olhar amoroso de Maria.

perfil das jovens lembra a presença constante de jovens na vida das FMA, que dão sentido a serem “filhas”, “irmãs” e “mães”. Dentro deste projeto de Salvação, as FMA se reconhecem como Monumento vivo da gratidão de Dom Bosco à Auxiliadora e isso é motivo de grande festa junto com as Comunidades Educativas.

O processo de preparação, as iniciativas e o evento podem ser acompanhados na página www.festadelgrazie.org onde, pelo caminho, serão dadas outras indicações para viver plenamente a Festa do Reconhecimento 2022.

Carta do Vigário Geral – Festa do Reconhecimento 2022

Fonte: Portal das FMA

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Posts Relacionados

85 anos da canonização de Dom Bosco

Em 1° de abril de 1934, o Papa Pio XI proclamou santo o sacerdote turinês João Bosco (1815-1888). Todo o processo de beatificação e canonização de São João Bosco

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência.