Menu Principal

BLOG

Papa Francisco em Turim

A atenção do Papa para com os turinenses não podia achar melhor demonstração que a oferecida ontem, domingo, 21 de junho, com a longa sequência de encontros levados a termo pelo Sumo Pontífice. Mudavam as praças e as pessoas, mas a qualquer lugar se deslocasse percebia-se a presença de um Pastor muito próximo à saua grei.

Por Gian Francesco Romano.

Na primeira etapa, a dedicada ao encontro com o mundo do trabalho, o Santo Padre verberou mais uma vez a “cultura do descarte”, fazendo a defesa dos mais fracos no atual contexto social: “A imigração aumenta a competição,mas os migrantes não podem ser culpados,por que eles são vítimas da iniquidade,desta economia que descarta e das guerras” – disse.

Depois de venerar o Santo Sudário, na grande Concelebração Eucarística na Praça Vittorio Veneto, o Papa Francisco retomou o lema da Ostensão da Síndone – “O Amor Maior” – para falar do amor de Jesus Cristo, que “permanece fiel, ainda quando tenhamos errado, e nos espera para nos perdoar: Ele é o Rosto do Pai misericordioso. Eis o amor fiel”.

No início da tarde, seguiu com a homenagem à Nossa Senhora da ‘Consolata’ e a generosa e espontânea partilha com a Família Salesiana. Logo depois mais uma visita que não podia faltar em agenda: a visita aos doentes, aos deficientes, aos idosos, residentes no Cottolengo, a quem o Papa reservou palavras de grande afeto e esperança: “Vós sois membros preciosos da Igreja,sois a carne de Cristo crucificado que temos a honra de tocar e de servir com amor.Com a graça de Jesus vós podeis ser testemunhas e apóstolos da divina Misericórdia que salva o mundo”.

Enfim, no encontro com os jovens, o Papa Francisco voltou ao tema do amor, exortando os jovens com as palavras do beato turinense Pier Giorgio Frassati – “Viver, não vegetar!” – e, sem medo de parecer impopular, convidou-os à castidade, ao amor que se sacrifica.

Hoje, segunda-feira, 22 de junho, os compromissos do Papa são menos numerosos, mas sempre significativos, como a visita ao Templo Valdense, o encontro em forma estritamente particular com os parentes piemonteses e um breve encontro com os membros da Comissão da Exposição do Santo Sudário, com os organizadores e com os que ajudaram na Visita.

 

INFOANS

 

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Posts Relacionados

Perto da Ucrânia

A Madre Geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, Madre Chiara Cazzuola, e as Conselheiras Gerais acompanham com apreensão e carinho a evolução da

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência.