Menu Principal

BLOG

Perto da Ucrânia

A Madre Geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, Madre Chiara Cazzuola, e as Conselheiras Gerais acompanham com apreensão e carinho a evolução da situação na Ucrânia, recebendo notícias das FMA das Comunidades de Lviv, Kiev e Odessa.

As últimas fma restantes em Kiev chegaram à comunidade de Lviv para ajudar, apesar do risco de bombardeio. “Esta manhã houve um alarme e por volta das 6h ouvimos dois estrondos, então todos se acalmaram. Estamos nas mãos de Deus”, são as palavras de uma freira de Lviv onde, em 13 de março de 2022, uma base militar foi atacada.

São testemunhos de grande fé, tenacidade e solidariedade com o povo. Nos últimos dias, uma FMA disse que, desde o primeiro dia do conflito, quando o alarme começa a soar, os vizinhos batem em sua casa, para se refugiarem e rezarem juntos o terço: “A partir daquele dia, quando o alarme toca, é sempre assim. E quando terminamos uma parte do rosário, geralmente o alarme para. Eu não poderia dizer que nosso prédio é seguro, mas o lugar é, porque é a Casa de Maria Auxiliadora e Jesus Eucaristia está conosco. Às vezes ele fica na capela, outras vezes ele ‘corre’ conosco no porão. Nós cuidamos dele, mas é ele quem nos guarda”.

“Nós aqui experimentamos que o mal desta guerra ‘liberou’ muito bem”, continua ele. “O mundo uniu-se pela Paz, o mundo inteiro reza. Todos são ajudados. Quanta solidariedade, apoio, abertura e aceitação sem medida! Nesse período experimentamos que ela existe somente hoje e a cada dia o Senhor abre novas possibilidades para que façamos o bem. Os Salesianos de Dom Bosco nos enviam as ajudas recolhidas na Polônia por tantas pessoas boas e por nossas irmãs. Nós resolvemos e enviamos para o leste para os soldados e os mais necessitados em outras partes da Ucrânia. Muitas pessoas nos ajudam, com abertura e dedicação.

É importante abrir quando o Senhor bate: muitos refugiados das cidades bombardeadas ao leste chegam aqui. ‘Só quero morar em um lugar onde não haja tiroteio…’ diz uma jovem mãe com um bebê de três meses. Já estou seguro e, agradecendo à minha mãe, ela escreveu: ‘Desejo-lhe um céu seguro acima de você’. Dois jovens estudantes que fugiram de Kharkiv também bateram à porta. Um deles completou 18 anos. ‘Qual o seu desejo?’ – ‘Só quero paz e poder ir para casa…’. Agora todos sonham com um lar seguro, sem bombas. Se chegarmos ao amanhã, o Senhor voltará a ‘bater’”.

Em Odessa , permaneceram as três FMA da Comunidade e uma delas trabalha com os salesianos para ajudar os soldados ucranianos. Três universitárias pararam com as freiras e uma, estudante de enfermagem, presta serviço de primeiros socorros no hospital, onde começa a faltar tudo, pelo que os materiais enviados em solidariedade, como fraldas de bebé, são preciosos.

As fma e as comunidades educativas das inspetorias vizinhas continuam a prestar socorro e acolhimento à população ucraniana em busca de refúgio. A Conselheira Visitante Ir. Lidia Strzelczyk, em nome da Madre e do Conselho, fez uma visita à fronteira polonesa para animar as FMA das duas Inspetorias Maria Auxiliadora (PLA) e Nossa Senhora de Jasna Góra (PLJ) , e como sinal de solidariedade, também material, mostrando a participação concreta de todo o Instituto FMA apoiado por aqueles que neste momento, com grande generosidade, também estão enviando ajuda financeira para esta Emergência. Assim que chegou, participou de um encontro com as FMA para a coordenação da ajuda aos refugiados e irmãs da Ucrânia.

Há também uma grande generosidade da Província de São João Bosco (SLK) da Eslováquia. A leste, na fronteira com a Ucrânia, as FMA têm duas comunidades. As irmãs ensinam nas escolas e as que podiam tirar férias nas escolas públicas, mesmo de outras comunidades, iam ajudar nas fronteiras, como primeiro contacto para quem chega ou para acompanhar os refugiados a um ponto de acolhimento onde podem encontrar chá ou cama para descansar, enquanto esperam os ônibus para separá-los nos alojamentos.

Junto com outros religiosos, em colaboração com uma agência telefônica, abriram uma linha gratuita para quem precisa falar, ser ouvido e ouvir palavras de conforto, compreensão, proximidade, esperança. As FMA colaboram com outras organizações e fazem parte das equipes municipais de ajuda concreta. As comunidades começaram a acolher e obter espaços de acolhimento em suas próprias casas. Três FMA são voluntárias na estação ferroviária de Košice e outras em Bratislava, para acompanhar os refugiados e se aproximar com indicações e respostas a necessidades concretas.

A Inspetora, Ir. Monica Skalová, também modificou o programa do encontro previsto para os Diretores, convidando-os a ajudar nas fronteiras, como experiência formativa e gesto tangível de proximidade e apoio às pessoas. “A resposta dos Diretores que se colocaram à disposição é comovente”, destaca Irmã Mônica.

Outras histórias de esperança e paz da Província Santa Maria D. Mazzarello da Áustria e Alemanha (AGO),das quais a Inspetora, Ir. Petra Egeling, comunica as iniciativas: a Inspetoria lançou apelos para doações através das redes de solidariedade Missionsprokur (Alemanha) e Solidaritätsverein (Áustria) e enviou primeiros socorros à Inspetoria PLJ para atender às necessidades das irmãs em Lviv e refugiados em suas casas. Cada comunidade cria iniciativas em favor da Ucrânia ou participa de ações locais, além de identificar espaços para acolher refugiados. Um grupo de pessoas com três microônibus deixou Magdeburg por iniciativa própria para Varsóvia. Eles transportaram suprimentos de emergência para a Casa Provincial de PLJ e, em seu retorno, trouxeram 17 ucranianos para serem alojados em cinco apartamentos em Magdeburg.

A Madre e o Conselho Geral agradecem sinceramente às FMA, às Comunidades Educativas e a todas as pessoas que contribuíram com generosidade e solidariedade concreta através de Dona ora , transferências e ajudas diversas. A participação no Rosário pela Paz online foi numerosa e sentida que, no dia 12 de março, uniu todo o Instituto em oração para implorar o fim dos conflitos na Ucrânia e em outras terras atormentadas pelas guerras.

O Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora continua oferecendo a possibilidade de enviar contribuições e ofertas , cuja documentação será publicada, da forma indicada no site do Instituto FMA , indicando no motivo da Emergência Ucraniana.

Fonte: Portal das FMA

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Posts Relacionados

Deus Educador – Comunidades Educadoras

A educação pode ser tema considerado em diferentes áreas do conhecimento. Desde a pedagogia até os mais complexos sistemas científicos e epistemológicos. Queremos neste texto,

Se Dom Bosco vivesse hoje…

Fui provocado a refletir sobre uma utopia em tempos de apagão das luzes. Pensar Dom Bosco atuando hoje nas realidades complexas das grandes cidades com

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência.