Menu Principal

BLOG

Cardeal Fernández Artime toma posse da Diaconia de Santa Maria Auxiliadora

No próximo dia 17 de dezembro, o cardeal Ángel Fernández Artime, SDB, Reitor-mor dos Salesianos, tomará posse da Diaconia de Santa Maria Auxiliadora, na Via Tuscolana, Roma. A igreja foi confiada a ele pelo Papa Francisco, no consistório de 30 de setembro deste ano


A notícia foi anunciada pelo Escritório para as Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice e o rito ocorrerá às 10h30, na Igreja Romana da Praça Nossa Senhora Auxiliadora dos Cristãos.

A solene eucaristia também contará com a presença de vários membros do Conselho Geral da Congregação Salesiana e de coirmãos salesianos da comunidade. Também se espera a participação de vários representantes e membros da Família Salesiana.

A Diaconia de Santa Maria Auxiliadora é um título cardinalício, ou seja, uma das igrejas da Diocese de Roma e de suas sedes suburbicárias, cujo nome e propriedades estão ligados a um cardeal no momento de sua criação.

O título cardinalício, diferentemente do cargo eclesiástico específico a que um cardeal pode ser chamado, é vitalício e simboliza a participação do cardeal no clero romano e a unidade do colégio de cardeais como um instrumento de apoio à atividade pastoral do Bispo de Roma: o Papa.

Assista

A posse da Diaconia de Maria Auxiliadora pelo Reito-mor poderá ser acompanhada, ao vivo, pelo canal ANSChannel no YouTube, a partir das 10h30, clicando no link.

A Basílica

A Basílica Paroquial de Santa Maria Auxiliadora nasceu sob o impulso do Papa Pio XI, que, depois de aprovar o projeto das escolas profissionais que os Salesianos queriam implementar na Via Tuscolana, em Roma, desde o início pediu que construíssem uma igreja ao lado, propondo-se a consagrá-la à “Nossa Senhora de Dom Bosco”.

Para atender ao desejo do Papa, foi decidido que, em 4 de junho de 1929, imediatamente após a beatificação de Dom Bosco, a pedra fundamental da nova igreja seria colocada ao lado do Instituto Pio XI.

A igreja foi construída de acordo com o projeto dos arquitetos Nicola Mosso e Giulio Valotti SDB, entre 1931 e 1936, e dedicada, na manhã de 17 de maio de 1936, pelo cardeal Francesco Marchetti Selvaggiani, vigário geral da Diocese de Roma.

O templo é uma igreja de cruz latina que mede 72 metros no braço maior e 42 no braço menor. O estilo é o das grandes igrejas renascentistas romanas e, como tal, foi decorada com afrescos do padre Giuseppe Melle, SDB, entre 1956 e 1964.

Na grande abóbada da nave central, Melle expressa o poder da Mãe de Deus. No centro, está Nossa Senhora e a primeira Igreja de Maria Auxiliadora, de Turim. Ao redor, a grande história das vitórias da cristandade com a ajuda de Maria.

Desde 1967, a igreja é sede de título cardinalício e, desde 1969, tem a dignidade de basílica menor.

Fonte: Agência Info Salesiana

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Posts Relacionados

Se Dom Bosco vivesse hoje…

Fui provocado a refletir sobre uma utopia em tempos de apagão das luzes. Pensar Dom Bosco atuando hoje nas realidades complexas das grandes cidades com

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência.