30 ago, 2018

Missionários das “Aldeias de vida” em formação visitam Casa Maria Auxiliadora das Irmãs Salesianas em Lorena.


Missionários das “Aldeias de vida” em formação visitam Casa Maria Auxiliadora das Irmãs Salesianas em Lorena

Missionários das “Aldeias de vida” em formação visitam Casa Maria Auxiliadora das Irmãs Salesianas em Lorena

Jovens Missionários Aldeeiros, após o Retiro da “Aldeia de aprofundamento”, iniciam-se a formação cotidiana e colocam em prática uma das tarefas que é a visitação. Acompanhados pelo conselheiro de formação Vitor Junio e o formador Ayslan, do Núcleo de Lorena-SP, visitaram na tarde de sábado, 25, a “Casa Maria Auxiliadora”. Nessa missão, colocaram em prática cinco das vinte e duas espiritualidades que se aprofundam durante 14 encontros semanais, são elas: acolhida, amor profundo por toda e qualquer pessoa, partilha, alegria, presença de Maria nas Aldeias e pequenos gestos.

Foi um momento inexplicável, onde através de pequenos gestos e partilhas, choramos e sorrimos com a alegria das Irmãs e uma acolhida sem igual. Grande demonstração do amor profundo, de que “Deus nos colocou no mundo para os outros.” (Dom Bosco)

“Façamos o bem enquanto temos tempo” (Madre Mazzarello) e este bem foram as Irmãs que nos proporcionaram, expressando o amor de Deus com o sorriso demonstrando a felicidade de estarmos ali com elas. “Basta que um jovem entre em uma Casa Salesiana para que a Virgem Santíssima o tome imediatamente debaixo de sua proteção”. (Dom Bosco)

Sobre as Aldeias: A “Aldeias de Vida” nasceu com o Pe. Pedro A. Cunha em seu desejo de trabalhar com a pessoa humana de maneira integral. A primeira Aldeia surgiu na forma de um acampamento e, somente em 1995 foi desbravado todo um leque de metodologias específicas às quais demos o nome de “Aldeias de Vida”. Em função de tudo isso, criou-se uma estrutura própria para administrar e gerir o seu desenvolvimento na Paróquia de N.Sra. das Graças e na Sociedade Civil. Para saber mais acesse: www.aldeiasdevida.com.br

Fonte: Comunicação Colégio do Carmo

 


Deixe uma resposta