Menu Principal

BLOG

Memória Litúrgica da Venerável Irmã Teresa Valsė Pantellini

Em 3 de setembro de 2021 celebra-se o dies natalis da Venerável Irmã Teresa Valsė Pantellini, recordando os 120 anos de entrada no Instituto das FMA em Roma.

No dia 3 de setembro de 2021, no dies natalis da Venerável Irmã Teresa Valsė Pantellini, por iniciativa do Arquivo Histórico da Casa N. S. das Graças de Nizza Monferrato (AT), da Inspetoria das FMA Maria Auxiliadora (IPI), será transmitida a oração do Rosário, recordando os 120 anos desde o início do caminho formativo da Venerável na Congregação das Filhas de Maria Auxiliadora, acontecido em Roma, na via Marghera, em 1 ° de fevereiro de 1901.

Teresa Valsė Pantellini, nascida em Milão, em 10 de outubro de 1878, numa família abastada, cumpre etapas de vida que, a partir da Primeira Comunhão, em 29 de março de 1891, incidem fortemente sobre suas escolhas. Naquele dia, de fato, promete ao Senhor ser toda sua e, mesmo sendo criança, toma uma decisão que a leva a temperar seu caráter impetuoso e tenaz com humildade, mansidão e generosidade.

Em 1897, a família mudou-se para Roma, onde Teresa continua, com pequenos gestos cotidianos, a mostrar solidariedade para com aqueles que precisam, especialmente  os pobres e doentes. Decide ingressar no Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, embora, sendo procedente de uma família nobre e aristocrática, tivessem sido indicadas outras Congregações religiosas que acolhiam meninas mais de acordo com sua condição social.

Teresa fica fascinada pelas Irmãs Salesianas, pelo seu trabalho entre as meninas desfavorecidas e sente que é ali que o Senhor a chama.  Numa carta, escrita de Pádua ao irmão Ítalo, diz: “Não são coisas que se fazem de um momento para outro. É preciso refletir […] Tu podes me colocar diante de qualquer objeção, de qualquer dificuldade, mas te digo que não são novas, porque as tenho medido e ponderado na mais real calma da mente, na absoluta e perfeita indiferença da vontade, apenas para ver e conhecer qual a vontade de Deus e não para contentar a mim mesma”.

No dia 1 ° de fevereiro de 1891 foi acolhida pelas Filhas de Maria Auxiliadora na Casa de Roma, via Marghera, onde viveu os meses do Postulado.  Naquele mesmo ano foi admitida ao noviciado em Bosco Parrasio, no Gianicolo, no popular bairro de Trastevere.

A casa alugada já fora uma Villa, mas estava quase em ruínas, desconfortável e miserável.  Naquele ambiente a jovem Teresa fica à vontade: tinha escolhido ser pobre.  Irmã Piera Cavaglià, Secretária Geral do Instituto das FMA, sublinha: “É bom pensar que se deixou moldar pelo Espírito Santo numa casa pobre, que a ajudou a impregnar-se do estilo evangélico e do espírito de Mornese! Queria ‘irrevogavelmente’ seguir Jesus pobre para se deixar enriquecer pela sua pobreza, mas, precisamente isto, tornou-se nela um dom de amor às meninas pobres».

A vida de Irmã Teresa Valsé Pantellini é atual e deixa uma forte mensagem aos jovens: viver bem as diversas etapas, as viradas fundamentais do caminho, o confronto aberto e sincero com as guias para chegar, como aconteceu com ela, à própria ‘escolha irrevogável’: “Não são coisas que se fazem de um momento para outro. É preciso reflexão”...

Na celebração do Rosário, em transmissão ao vivo no Canal do Youtube do Arquivo Histórico IPI-Niceàs 20h30 (hora da Itália), são envolvidos, de modo particular, os jovens da Associação dos Devotos de Maria Auxiliadora (ADMA), Grupo da Família Salesiana fundado por Dom Bosco e as Noviças de três Noviciados do Instituto das FMA: os Noviciados Internacionais Irmã Teresa Valsė Pantellini de Roma e Maria Auxiliadora de Castel Gandolfo (Roma) e o Noviciado Internacional S. Maria D. Mazzarello de Morelia, no México.

Fonte: Portal das FMA

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Posts Relacionados

Para você navegar neste website, usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência.